Desinfecção da Água

Desinfecção da Água

A desinfecção da água é um importante desafio para o século XXI. Isto aplica-se não só à água potável mas também à água de produção em aplicações industriais, água de refrigeração e em água de piscinas. O alvo é sempre a desinfecção compatível com o ambiente. A ProMinent oferece aos seus clientes a vantagem de ter todas as tecnologias mais importantes de desinfecção da água, de uma única fonte competente.

Freqüentemente, a água bruta contém impurezas bacteriológicas, por exemplo águas superficiais ou água filtrada de rios, é utilizada nos processos de recuperação de água potável. Aqui a desinfecção é absolutamente necessária. Nos dias de hoje, a desinfecção de água de produção é utilizada com bastante freqüência em muitas indústrias, por exemplo nas indústrias de alimentos, bebidas e farmacêutica. A desinfecção de água de circulação, como em resfriamento, ventilação e sistemas de ar condicionado, tem provado ser vantajosa e em alguns casos ela é essencial. Nos últimos anos, o risco de infecção com a bactéria da Legionella nos circuitos de água quente e fria foi um assunto de interesse público.

Para a desinfecção de diferentes tipos de água, está disponível uma série de métodos e tecnologias, cada uma com as suas vantagens e desvantagens específicas. A definição da melhor tecnologia para cada aplicação individual depende de vários parâmetros e condições. A ProMinent oferece um largo portifólio de tecnologias de desinfecção da água. Isto significa que os nossos especialistas podem identificar e oferecer uma tecnologia ótima para as suas necessidades específicas. Muitas vezes será necessária a combinação de diferentes tecnologias para atender as suas necessidades de desinfecção da água da maneira mais efetiva e com o melhor custo-benefício.

Seguem abaixo vários processos de desinfecção:

Cloração

Na cloração são adicionados à água cloro em gás, sódio ou hipoclorito de cálcio. A quantidade de cada um depende da necessidade cloro e requerimentos da desinfecção da água. Para uma desinfecção efetiva, é necessário um período de reação de no mínimo 20 minutos. A eficiência da clorinação é extremamente dependente do valor do pH. Em particular, em águas contaminadas organicamente, o gosto e os odores desagradáveis podem ser combatidos com a cloração da água e sub-produtos indesejáveis incuindo haloformes podem ser formados. a prevenção do desenvolvimento de bactérias no sistema de distribuição geralmente é superestimado, uma vez que há uma rápida redução na concentração de cloro devido à demanda inevitável de cloro na rede de abastecimento da água. A cloração é o método de desinfecção mais usado e é aplicavel em diferentes áreas.

Dióxido de Cloro

O Dióxido de Cloro é um desinfetante que pode substituir o cloro em muitas situações devido às suas múltiplas aplicações. O seu poder de desinfecção é mais forte e independente do valor do pH. Devido à sua especificidade química, não há desenvolvimentode sub-produtos clorados. A sua meia-vida maior, melhora a ação de depósito (residual) ã água tratada. Ao contrário do cloro, o dióxido de cloro é capaz de eliminar biofilmes nos sistemas de tubulação e tanques de modo a eliminar o crescimento da Legionella. O Dióxido de Cloro já provou as suas vantagens como instrumento para desinfecção de água em um amplo leque de aplicações, tais como água potável  e efluentes, prevenção da Legionella, na industria de alimentação e bebidas, assim como no tratamento da água das torres de arrefecimento.

Ozonização

O Ozônio é o mais forte desinfetante e oxidante indicado para o tratamento da água. A sua principal vantagem é que não há desenvolvimento de sub-produtos além de se auto-decompor em oxigênio. A sua desvantagem é a curta meia-vida e a  baixa solubilidade na água. O Ozônio é cada vez mais popular na desinfecção da água engarrafada assim como na desinfecção da água de produção e de lavagem nas industrias de alimentos, bebidas ou cosmética. Outras aplicações clássicas são o tratamento de água potável, água de piscinas e zoológicos, e nos circuitos de resfriamento.

Desinfecção por Ultravioletas

Na desinfecção ultravioleta, a água é exposta a uma curta onda de luz ultravioleta. É um germicida efetivo e não afeta a qualidade da água. A desinfecção UV é usada para tratar água potável e residual assim como para o tratamento da água de produto e de produção em aplicações industriais.

Esterilização por íons de Prata

Na esterilização por íons de prata, os íons de prata são adicionados à água numa concentração de 0,05 a 0,1 mg/l. Os íons de prata atuam como germicida apesar de não ser bem conhecida a interrelação. Várias horas são necessárias para que esta ação seja efectiva. Normalmente este processo é utilizado apenas na desinfecção da água em navios ou em áreas ou abastecimento de água nas áreas onde ocorreram desastres.

Filtração Estéril

Os elevados custos confinam a filtração estéril a aplicações médicas ou farmacêuticas. Este processo utiliza membranas de Ultrafiltração com poros de dimensão menor que 0,5 micron. Estas membranas têm que ser desinfetadas em intervalos regulares. Ultrafiltros simples também são  utilizados em pequenos filtros para aplicações domésticas. Existe sempre um perigo pois as bactérias poderão passar através do filtro.  Mesmo o “prateamento” dos filtros não tem mostrado bons resultados a longo prazo.

Desinfecção Térmica da Água

A desinfecção térmica da água é um processo eficaz independente da qualidade da água. Devido ao elevado consumo energético e aos custos associados para o aquecimento da água a um mínimo de 75ºC, a desinfecção térmica é principalmente utilizada para combater a Legionella nos circuitos de água quente, para desinfecção de tubulações na indústria farmacêutica e de alimentação, e para desinfectar águas residuais de laboratórios microbiológicos e de áreas críticas em clínicas.

Filtração por areia com baixa velocidade

A filtração por areia com baixas velocidades de filtração de aproximadamente 0,1 m/h, reduz significativamente a contagem micro-biológica. Esta tecnologia é utilizada primariamente no tratamento da água potável e tratamento de efluentes. No entanto, devido à grande superfície de filtração necessária e ao elevado consumo de tempo para manutenção do sistema de filtração, estes filtros de areia estão se tornando cada vez mais raros no tratamento da água potável. Em muitos casos é necessária uma desinfecção adicional particularmente em água bruta de qualidade critica.

Print this page